segunda-feira, 27 de junho de 2016

Com desgaste de Henrique, PMDB se fragiliza e pode perder vaga de vice na chapa majoritária em Natal

O desgaste pessoal do presidente estadual do PMDB, Henrique Alves, investigado no esquema de corrupção da Petrobras e alvo de denúncia do Ministério Público Federal (MPF) no Supremo Tribunal Federal (STF) devido ter uma com conta secreta na Suíça, pode ocasionar uma reviravolta na formação da chapa do prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves (PDT) nas eleições deste ano.
Na sexta-feira, o presidente estadual do PMDB, Henrique Alves, reuniu o diretório do partido em Natal, e os quatro nomes à disposição da legenda para serem indicados como vice, com o objetivo de fortalecer essa indicação. Na oportunidade, Henrique disse que a indicação do vice é “assunto do PMDB e que isso já estaria definido”.
Contudo, setores políticos ligados ao prefeito Carlos Eduardo Alves defendem junto ao candidato à reeleição que ele mude de ideia e, temendo a contaminação do palanque do pedetista devido ao crescente volume de denúncias de corrupção envolvendo a cúpula do PMDB, se desfaça do acordo com os peemedebistas e trabalhe a indicação de nomes de outros partidos para a vaga.
Com isso, tem se fortalecido o nome do vereador Luiz Almir, presidente do PR em Natal. O parlamentar teria uma reunião com o prefeito nesta segunda-feira para discutir a possibilidade. Apesar disso, poucos aliados do prefeito acreditam que Carlos Eduardo irá mudar de posição. Isolado politicamente da própria base de apoio, o pedetista conversa política apenas com o PMDB, comandado pelo primo, Henrique Alves.
No PMDB, despontam como prováveis vice os deputados estaduais Álvaro Dias e Hermano Morais e os empresários Marcelo Queiroz e Fred Queiroz.
fonte:rnagora

Nenhum comentário:

Postar um comentário