terça-feira, 10 de janeiro de 2017

PREFEITA DE PEDRO AVELINO NEIDE SUELY DECRETA EMERGÊNCIA ADMINISTRATIVA 001/2017 E SUSPENDE TODOS OS CONTRATOS COM O DECRETO 002/2017

PREFEITA DE PEDRO AVELINO NEIDE SUELY DECRETA EMERGÊNCIA ADMINISTRATIVA

(ART.2º - O PODER PÚBLICO MUNICIPAL ADOTARA TODAS AS MEDIDAS PROVIDENCIAS E COORDENARA AS AÇÕES QUE SE FIZERAM NECESSÁRIAS PARA MINIMIZAR OS PROBLEMAS ENSEJADORES DA SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA DE QUE TRATA ESSE DECRETO, COMO AÇÕES JUDICIAES, COMUNICAÇÕES AO MINISTÉRIO PÚBLICO E TODAS NECESSÁRIAS ACESSAR O CAOS ADMINISTRATIVO.)  
Praças totalmente destruidas na cidade
Tratores totalmente socateados

(DECRETO 002/2017 ART. 1º- SUSPENDER TEMPORARIAMENTE TODOS OS CONTRATOS COM O PESSOAL PRESTADORES DE SERVIÇOS E DE EXECUÇÃO DE OBRAS FIRMADAS COM O MUNICIPIO, EXCETUANDO-SE AQUELES INDISPENSAVEIS PARA MANUTENÇÃO DE SERVIÇOS PÚBLICOS DE NATUREZA BÁSICA E ESSENCIAL DA ADMNISTRAÇÃO MUNICIPAL, ALÉM DE CASOS ESPECIFICOS A SEREM AVALIADOS, EM CONJUNTOS, PELA PREFEITA, SECRETÁRIOS MUNICIPAIS E EQUIPE TÉCNICA.)


A Prefeita até 05/01/2017 não recebeu oficialmente a prefeitura, o ex-administrador suprimiu e se esquivou de apresentar: documentos, prestação de contas, relação de bens moveis e imóveis, transações bancarias (o que se conseguiu foi incompleta). Os serviços públicos abandonados, escolas e postos de saúde abandonados e sucateados, peças de bem moveis desaparecidas, computadores desaparecidos e até birô (secretaria de esporte e lazer), para completar o descalabro, o ex-prefeito interino Ostílio Bezerra de Melo ficou acampado todo o final de semana na prefeitura, pasmem, autorizando ordem de pagamentos, inclusive parte dos recursos da repatriação, só saindo das instalações da PMPA por volta das 02h00 da madrugada do 01/01/2017.

O DESMANDO E A FALTA DE RESPONSABILIDADE COM OS RECURSOS PÚBLICO E BENS PÚBLICO DE PEDRO AVELINO (OSTÍLIO BEZERRA DE MELO) EX-PREFEITO EM EXERCÍCIO 


Assecom: Rafael Maia
ANUNCIE AQUI LIGUE:  
99433-5589. Acesse Email: xuadoagreste@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário