sexta-feira, 21 de julho de 2017

Em menos de uma semana, escola é arrombada pela segunda vez na cidade de Canguaretama no interior do RN

A Escola Estadual Fabrício Maranhão foi arrombada duas vezes em menos de uma semana. O último caso aconteceu na madrugada desta quinta-feira (20). Localizada no município de Canguaretama, na região Leste potiguar, a unidade já tinha sido alvo de criminosos na última sexta (14). Nenhum suspeito foi preso até o momento.
De acordo com o diretor da escola, Valmir Paiva, os arrombadores conseguiram arrancar grades de ferro e quebraram as portas de algumas salas. No primeiro caso, foi levado um notebook. O prejuízo desta quinta foi maior: “Roubaram três notebooks, dois aparelhos de som, bolsas dos projetores multimídia, duas câmeras fotográficas e até a merenda”, informou.
Além dos dois arrombamentos, o colégio já foi invadido outra vez no início do ano. O Fabrício Maranhão atende a 601 alunos do Ensino Fundamental e do Ensino Médio para Jovens e Adultos.
No caso mais recente, os arrombadores entraram nas salas de direção e de professores, entre outras. Segundo o diretor, a escola não tem vigilante à noite, nem porteiro durante o dia. “Esses criminosos não entram apenas para roubar. Vandalizam, quebram coisas, levam as chaves dos cadeados, bagunçam tudo. Da primeira vez deixaram fezes espalhadas”, apontou.

Ainda de acordo com a direção da escola, a polícia chegou a se deparar com um suspeito na manhã desta quinta-feira (20). Ele conseguiu fugir, mas abandonou um dos aparelhos de som que foram roubados. O equipamento foi devolvido.

Outras escolas foram alvo

“É um absurdo. Nunca vimos uma situação dessas em Canguaretama”, disse ao G1 Edigleide Souza, professora das redes estadual e municipal. A Escola Estadual Guiomar Vasconcelos, onde ela trabalha, também foi alvo de criminosos entre maio e junho. No arrombamento, levaram até jogos didáticos. Alunos do turno da noite também foram assaltados e um chegou a ser ferido.
Segundo ela, a Escola Municipal Mozart Calafange, no mesmo município, também foi alvo dos criminosos. “A gente só via notícia desse tipo na televisão. Agora está virando rotina. O pouco que temos está sendo levado”, lamentou a professora.
A diretora regional do Sindicato dos Professores, Telma Alves, informou que buscará reuniões com representantes do município e do governo estadual. Os professores vão cobrar medidas preventivas e profissionais de segurança para as unidades escolares.
fonte:g1rn
ANUNCIE AQUI LIGUE:  
99433-5589. Acesse Email: xuadoagreste@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário