segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Grupo assalta supermercado, foge com reféns e dupla acaba presa em Mari, na PB

PM apreendeu máscaras usadas por assaltantes, além de armas e munições (Foto: Capitão Targino/PMPB)

Duas pessoas foram presas suspeitas de assaltar um supermercado e fugir levando três funcionários reféns na cidade de Mari, na Mata paraibana, na noite do sábado (4). De acordo com a Polícia Militar, um dos suspeitos estava em uma casa que era usada pelo grupo para planejar assaltos na região.

O crime foi registrado por volta das 19h (horário local). Segundo a polícia, moradores alertaram que havia um grupo com pelo menos sete pessoas realizando um assalto em um mercadinho no município. Os policiais foram até o local mas ao chegar foram surpreendido pelos suspeitos que começaram a atirar contra os carros da polícia.

Após o tiroteio, os suspeitos tomaram três funcionários do estabelecimento como reféns e fugiram em um carro, que havia sido roubado na sexta-feira (4). A polícia realizou buscas e cercou as estradas que dão acesso ao município. Os suspeitos chegaram a espalhar grampos na pista para atrapalhar as buscas.

Minutos depois da fuga, os policiais encontraram o carro abandonado e os reféns liberados às margens da PB-004. Dentro do carro, a polícia encontrou vários grampos, máscaras usadas pelos suspeitos e os objetos do dono do carro roubado, um policial militar.

Ainda na noite do sábado, a PM recebeu informações de que parte dos suspeitos estavam escondidos em uma granja na zona rural do município. A polícia foi até o local e durante o cerco, houve uma troca de tiros. Parte do grupo conseguiu fugir para uma mata, mas um dos suspeitos foi baleado no braço e em seguida foi preso.


O homem, de 40 anos, foi levado para o Hospital de Mari e em seguida transferido, sob custódia, para o Hospital de Emergência e Trauma de João pessoa. Um segundo suspeito, de 30 anos, foi localizado pela polícia escondido próximo à PB-004. Com ele, a polícia apreendeu duas pistolas, incluindo a que foi roubada do policial militar dono do carro, e várias munições.

Ainda de acordo com a PM, a casa onde o grupo estava escondido era usada para planejamento de assaltos na região. A polícia identificou que os suspeitos planejavam assaltar um correspondente bancário em Sapé. Dentro da residência, a PM apreendeu um revólver e munições. Até as 13h50 deste domingo (5), o restante do grupo não foi localizado.

fonte;g1pb
ANUNCIE AQUI LIGUE:  
99433-5589. Acesse Email: xuadoagreste@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário