quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Vítimas de matança em Ceará-Mirim morreram todas com tiros na cabeça

Em dois dias, 15 pessoas foram assassinadas em Ceará-Mirim, cidade da Grande Natal (Foto: Mirella Lopes/Inter TV Cabugi)
As 14 pessoas vítimas da matança repentina que vem ocorrendo em Ceará-Mirim, município da Grande Natal, morreram de forma semelhante: todas foram baleadas na cabeça. A constatação é da Diretoria de Criminalística do Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep).

Os 14 homicídios aconteceram entre a noite da segunda-feira (20) e madrugada desta quarta (22). E, coincidência ou não, ocorreram todos após o assassinato de um sargento da Polícia Militar. Jackson Sidney Botelho Matos, de 42 anos, trabalhava no 11º Batalhão. Ele foi baleado pelas costas em uma lanchonete da cidade.
"Alguns corpos têm marcas de tiros nas mãos e braços, numa reação típica de defesa. Mas todos eles, sem exceção, têm perfurações de tiros na cabeça. São todos crimes com característica de execução", disse a perita Lydice Guerra, diretora da Criminalística. 
fonte:g1rn
  ANUNCIE AQUI LIGUE:
 99433-5589. Acesse Email: xuadoagreste@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário