quarta-feira, 19 de abril de 2017

José Adécio: “Robinson Faria perdeu um dos seus mais competentes auxiliares”

O deputado José Adécio lamentou hoje, durante pronunciamento no plenário da Assembleia Legislativa, a saída de quem chamou de “um dos mais competentes auxiliares do governador Robinson Faria”, se referindo ao delegado de Polícia Federal Caio Bezerra, que nesta segunda-feira(17) pediu exoneração do cargo de secretário da Segurança Pública e da Defesa Social do Rio Grande do Norte.
José Adécio ressaltou conhecer a origem familiar de Caio Bezerra, da cidade de Afonso Bezerra, e foi aparteado por todos os deputados que participaram da sessão, entre eles George Soares, Hermano Morais, Márcia Maia, Larissa Rosado, José Dias e Vivaldo Costa, que reforçaram as palavras do orador e o parabenizaram pelo pronunciamento, independentemente de partidarismo ou ideologia política.

O deputado José Adécio raramente faz pronunciamentos na Assembleia Legislativa, como também não costuma apartear os colegas, mas sempre que o faz gera uma grande repercussão, pela sua experiência e pela firmeza no que diz, estando na oposição ou apoiando o governo, como é o caso atual, quando integra a bancada do governador Robinson Faria.
“Minha posição sempre é uma só, daí eu ser conhecido, há mais de 30 anos, como o deputado que tem cara e lado. Não estou no oitavo mandato como deputado estadual por acaso. O povo reconhece meu trabalho, minha sinceridade, minha lealdade e sou muito grato por esse reconhecimento”, disse José Adécio, que já foi secretário de Governo duas vezes, começou sua vida pública como prefeito de Pedro Avelino – na década de 70 – e também foi presidente da Assembleia Legislativa, quando por algumas vezes assumiu interinamente o comando do Rio Grande do Norte.
José Adécio lembrou que esteve uma vez em audiência com o secretário Caio Bezerra, discutindo detalhadamente sobre a problemática da Segurança Pública e solicitando melhorias para as regiões Central e do Mato Grande. “Saí dessa audiência muito feliz. Fiquei impressionado com a competência de Caio Bezerra, um homem extremamente organizado, competente, honrado, que trabalha com planejamento. Depois da conversa, ele me convidou a entrar numa sala reservada, onde apresentou, na tela do computador, dados que demonstravam as estatísticas da Segurança no Estado, onde a criminalidade aumentou, onde havia diminuído, ou seja, é uma péssima notícia esse pedido de exoneração, mas ele tem seus motivos e eu os respeito e desejo felicidades na continuação da sua carreira como policial federal”, disse o deputado.

Fonte: Assessoria de Comunicação do deputado José Adécio

Nenhum comentário:

Postar um comentário