domingo, 7 de maio de 2017

Rainha de bateria foi morta por fechar vidro do carro na mão de suspeito, diz polícia.

A rainha da bateria da escola de samba Imperatriz Dona Leopoldina, Paola Serpa, 33 anos, foi morta durante roubo de veículo por ter fechado sem querer o vidro do carro na mão do suspeito Douglas Rodrigues da Rosa, 19 anos, em fevereiro, em Cachoeirinha.
A conclusão é do delegado Newton Martins, titular da 2ª Delegacia da Polícia Civil do município.
O inquérito está sendo concluído nesta sexta-feira (5) e remetido à Justiça, inclusive já com a decretação da prisão preventiva do investigado.

A vítima esperava a filha dentro do carro no bairro Central Parque quando foi abordada por um grupo de quatro criminosos que havia saído de Canoas para roubar veículos na região. Os carros depois eram encaminhados para clonagem em um depósito no bairro Guajuviras.
Segundo a investigação, Douglas se aproximou de Paola, ela fechou o vidro na mão do investigado e ele, irritado, atirou. Depois disso, ainda abriu a porta do carro e deu outros tiros, inclusive arrancando parte dos cabelos da vítima.
O delegado Newton informou que no inquérito consta ainda a identificação de quatro suspeitos. Além de Douglas, que atirou em Paola e que, segundo a polícia, não tinha antecedentes criminais, o motorista do carro usado pelos criminosos também foi indiciado e já está preso. Os outros dois envolvidos no latrocínio são dois adolescentes, um está foragido e o outro foi assassinado quatro dias depois da morte de Paola.
Fonte-Zero hora
                           
ANUNCIE AQUI LIGUE:  
99433-5589. Acesse Email: xuadoagreste@hotmail.com


Nenhum comentário:

Postar um comentário